MENU
OUVIR

Gripe Aviária – Comunicado de imprensa

Hoje, 25 de fevereiro, foi confirmada a infeção pelo vírus da gripe aviária do subtipo H5N1 de alta patogenicidade (GAAP), numa cegonha branca recolhida no Bairro do Progresso em Silves e encaminhada para o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens – RIAS, em Olhão.

Este foco de GAAP evidencia o elevado risco de disseminação da gripe aviária de alta patogenicidade no país. Sendo em aves selvagens, não exige a definição de zonas de restrição; no entanto foi atualizado o Edital aplicável, que pode ser consultado aqui.

A DGAV salienta a importância do cumprimento estrito das regras de biossegurança e das boas práticas de produção avícola, especialmente aquelas destinadas a evitar contactos diretos ou indiretos entre as aves domésticas e as aves selvagens, os procedimentos de higiene de instalações, equipamentos e materiais, bem como o controlo dos acessos aos estabelecimentos onde são mantidas as aves.

É ainda de extrema importância a notificação imediata de qualquer suspeita, de forma a permitir uma rápida e eficaz implementação das medidas de controlo da doença no terreno pela DGAV, pelo que se apela à notificação de mortalidade de aves selvagens através da aplicação ANIMAS (https://animas.icnf.pt).

Publicado em 25 fevereiro 2022


© 2021 | Direção-Geral de Alimentação e Veterinária