MENU
OUVIR

As Doenças zoonóticas transmitidas por vetores

No âmbito da iniciativa “ Um Mês a celebrar para todo o ano recordar – # Uma Só Saúde” o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) apresenta o seu contributo focando a crescente importância das doenças transmitidas por vetores (mosquitos e carraças).

O Instituto Ricardo Jorge coordena a rede REVIVE – Rede Nacional de Vigilância de Vetores – através do Centro de Estudos de Vetores e Doenças Infecciosas (CEVDI).

O primeiro protocolo REVIVE (2008-2010) foi estabelecido através da criação de uma rede entre o Instituto Ricardo Jorge, a Direção-Geral da Saúde e as Administrações Regionais de Saúde

Numa segunda fase (2011-2015) , o protocolo REVIVE incluiu no âmbito da vigilância, as doenças transmitidas por carraças, considerando o seu impacto na Saúde Publica.

A Rede Nacional de Vigilância de Vetores congrega uma abordagem abrangente e multidisciplinar, o que permite a concertação de esforços para o desenvolvimento e implementação de estratégias que protejam as populações (humanos e animais) das doenças zoonóticas transmitidas por vetores.

Veja neste vídeo o texto de Maria Sofia Núncio, investigadora no Departamento Doenças Infecciosas do INSA.

Publicado em 8 de janeiro 2022


© 2021 | Direção-Geral de Alimentação e Veterinária