MENU
OUVIR

Peste Suína Africana

Os Serviços Veterinários Oficiais (SVO) da Alemanha notificaram em 26 de maio de 2022, um surto de Peste Suína Africana (PSA) numa exploração de suínos localizada no município de Forchheim, no Estado Federal de Baden-Wuerttemberg, a cerca de 500 km da área infetada no leste da Alemanha e a aproximadamente 7 km da fronteira com a França, numa zona anteriormente considerada livre.
Este novo foco é indicativo de que a PSA se continua a disseminar na Europa.
Nesta exploração, de modo de produção biológico e com um efetivo de 35 suínos,  com estruturas de vedação dupla, eram realizadas outras atividades agrícolas por mais de 140 funcionários de outros países europeus, conforme relatado pelas autoridades alemãs.
A suspeita foi reportada devido à morte de 16 suínos. As autoridades alemãs visitaram imediatamente a exploração para recolha de amostras, que foram enviadas ao laboratório regional, Laboratório Nacional de Referência para PSA na Alemanha, onde foram confirmados positivos para a doença por RT-PCR no dia seguinte, 25 de maio.
Os Serviços Veterinários Oficiais (SVO) da Alemanha realizaram a investigação epidemiológica do caso e informaram que a principal hipótese sobre a via de entrada da doença na exploração seria o fator humano, dada a distância de outros focos.
Foram adotadas as medidas de controlo previstas no Regulamento Delegado (UE) 2020/687 da Comissão, que completa o Regulamento (UE) 2016/429 do Parlamento Europeu e do Conselho (Lei da Saúde Animal) e que inclui o abate de animais no local, o vazio sanitário, o reforço das medidas de biossegurança e vigilância e a implementação de zonas de proteção e vigilância com a aplicação das consequentes medidas de restrição da circulação de animais e produtos, iniciada a investigação epidemiológica, por forma ar identificar a origem da infeção, bem como os possíveis contatos de risco que possam ter ocorrido.
Foi ainda iniciada a pesquisa de cadáveres de javalis em redor do foco, implementando a vigilância ativa sobre javalis.
Os SVO da Alemanha comunicaram aos SVO de França o ocorrido, com a finalidade de coordenar as ações com aqueles serviços. A Comissão Europeia aprovou regulamentação definindo a delimitação das zonas de proteção e vigilância em torno do foco.

Saiba mais

– A PSA é uma doença viral que afeta os suínos domésticos e javalis de qualquer idade.Tem um elevado impacto social, económico e ambiental, devido à elevada mortalidade dos suídeos e aos bloqueios no comércio.
– O vírus da PSA não representa qualquer perigo para a saúde humana.
– Não existe vacina nem tratamento para esta doença.
– Se vai viajar para fora do país não transporte carne e produtos à base de carne de suíno que possam estar contaminados com o vírus da PSA.
– É proibida por lei a alimentação de suínos com restos de comida.
– É obrigatória a notificação de qualquer suspeita ou ocorrência de PSA em suínos e javalis.
– Caso encontre javalis mortos em espaços naturais utilize a aplicação de Notificação Imediata de   Mortalidade de Animais Selvagens (ANIMAS) em https://animas.icnf.pt .

NÃO DISSEMINE A PESTE SUÍNA AFRICANA

Informações sobre a doença Peste Suína Africana (PSA)

ANIMAS – VIDEO – YouTube

3 junho 2022


© 2024 | Direção-Geral de Alimentação e Veterinária

Skip to content